Programas de inclusão social do Governo Federal

Notícias

O Fundo de Financiamento Estudantil ou FIES 2021 é um dos programas de inclusão social do Governo Federal que incentiva o estudante de baixa renda a ingressar no ensino superior. Por meio do FIES 2021 é possível estudar em uma instituição privada sem precisar arcar com os seus custos integrais. Conheça todos os detalhes do programa e inscreva-se gratuitamente!

Muito em breve a edição do FIES 2021 estará com as suas inscrições abertas e por isso é importante estar por dentro das regras ✓aditamento ✓cronograma ✓ inscrições ✓ o quanto antes!

FIES 2021

A cada nova geração, os jovens se interessam mais em ingressar no ensino superior. Sendo assim, as universidades públicas não possuem vagas o suficiente para atender toda a população.

O FIES 2021 faz parte de uma série de programas de incentivo estudantil que ampliam significativamente o número de vagas em instituições privadas, contribuindo para um maior acesso dos jovens, independentemente de sua classe social, à educação superior.

O Fundo de Financiamento Estudantil é de total responsabilidade do Ministério da Educação e tem como objetivo financiar a graduação de estudantes matriculados em cursos superiores não gratuitos.

Porém, para o ano de 2021 foram instauradas novas regras e para saber mais sobre o FIES 2021, acompanhe!

Como funcionam as regras FIES 2021?

O programa passou por algumas mudanças e desde 2015 os financiamentos concedidos com recursos do Fies passaram a ter taxa de juros de 6,5% ao ano com um período de carência de até 18 meses e mais um período de amortização de três vezes o período total de duração do curso mais cerca de doze meses.

Porém, para os estudantes com renda familiar mensal de até três salários mínimos, a taxa de juros é 0%. Serão 310 mil vagas geradas no Novo Fies, composto por três faixas. Na primeira, serão oferecidas 100 mil vagas, a juro real zero, a estudantes com renda familiar per capita mensal de até três salários mínimos.

Já as modalidades dois e três destinam-se a estudantes com renda per capita mensal de até cinco salários mínimos, chamadas de P-Fies. Para estes, as regras continuam sendo de juros de 6,5% ao ano.

Uma outra regra foi recentemente divulgada pelo MEC, onde a partir de agora só poderão participar os estudantes que não tiverem diploma nenhum do nível ensino superior. Os interessados ainda irão precisar ter realizado o ENEM 2018.

O percentual de financiamento pode ser para até 100% para os estudantes. As inscrições para o FIES 2021 podem ser feitas a qualquer período do ano, pois são realizadas por um fluxo contínuo.

Porém, as vagas são limitadas, por isso é importante se inscrever assim que o período das inscrições FIES 2021 for divulgado.

Requisitos FIES 2021

Por ser um programa de cunho social, só é destinado a um percentual da população. Para saber se pode ou não ser beneficiado pelo Fundo de Financiamento Estudantil, confira os requisitos abaixo:

  • Ter realizado o ENEM 2018;
  • Obtido média acima de 450 de pontuação;
  • Não ter zerado a redação;
  • Possuir renda máxima de até 2 salários nacionais por componente familiar;
  • Ser pré-selecionado pelo processo seletivo realizado pelo MEC.

Os alunos que foram beneficiados com bolsas de estudos Prouni 50% também poderão se inscrever, pois estão de acordo com os requisitos FIES 2021.

Quem não pode solicitar o FIES

Como já foi dito anteriormente, nem todos os estudantes estão aptos a participarem do FIES 2021. Veja agora quem terá a inscrição vetada no programa:

  • Que não tenha sido pré-selecionado no processo do MEC;
  • Que tenha concluído algum curso de nível superior;
  • Beneficiário da bolsa integral do ProUni;
  • Cuja matrícula acadêmica esteja trancada no momento da inscrição;
  • Que já tenha sido beneficiado com financiamento do FIES;
  • Inadimplente com o Programa de Crédito Educativo (PCE/CREDUC);
  • Que tenha participado do Exame Nacional do Ensino Médio – ENEM e tenha tirado a média aritmética das notas nas provas inferior a 450 pontos e/ou tenha zerado a redação;
  • Cuja renda familiar mensal bruta per capita seja maior que 2,5 (dois e meio) salários mínimos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *